top of page

Conceitos básicos de Coronariografia: uma análise prática.

Atualizado: 3 de mar.





O objetivo da videoaula acima é mostrar os conceitos básicos que o cirurgião cardiovascular usa quando interpreta a cineangiocoronariografia, algo simples e fundamental durante o planejamento da cirurgia de revascularização do miocárdio.


Tópicos como falha de enchimento, identificação das projeções e das coronárias, localização e análise das lesões e alguns macetes práticos, sem dúvidas irão te ajudar a compreender melhor o exame e a mentalidade do cirurgião.


Abaixo segue um resumo da aula:


CONCEITOS BÁSICOS DE CINEANGIOCORONARIOGRAFIA

  • Conceitos do exame

    • É um exame radiológico cujo objetivo principal é analisar a anatomia coronariana

  • MÉTODO:

    • Punção arterial (radial e femoral são os sítios mais comuns)

    • Inserção de cateteres

    • Injeção de contraste

  • Lembrar dos conceitos da radiologia

    • Defeito ou falha de enchimento

    • O exame é em 2 dimensões (comprimento e largura), porém é possível ter a ilusão de 3 dimensões (profundidade) devido a presença de angulações e sombreamento. Dessa forma, é necessário analisar várias projeções, que nada mais são que filmes das coronárias em diversos ângulos.

    • Uma projeção é suficiente para o diagnóstico da lesão

      • Não se engane se a lesão for menos importante em outra projeção.



  • Referências anatômicas e regras para identificar as projeções/incidências.

    • A coluna vertebral:

      • Irá ficar à direita da imagem nas projeções oblíquas esquerdas

    • O diafragma:

      • se torna mais visível nas projeções craniais

    • A artérias circunflexa (CX)

      • se projeta em direção do intensificador

Exemplo: Se observarmos a coluna posicionada à esquerda da imagem e com ampla visualização do diafragma (na aula mostramos filmes de coronariografias com demonstração desses marcos anatômicos), podemos afirmar que trata-se de uma projeção OA direita cranial.

  • CORONÁRIAS ESQUERDAS

    • Em geral, são 4 projeções que tem como referência a posição do intensificador de imagem (observem na imagem).



1 - OA esquerda caudal (Spider)

Excelente para visualizar o tronco da coronária esquerda (TCE) e sua bifurcação.



2 - OA esquerda cranial

Além da visualização do TCE, temos uma boa visualização do percurso da DA. Porém, a CX e os ramos marginais não ficam tão delineados.



3 - OA direita cranial

Mais uma vez a DA de fica bem desenhada nessa projeção. Dessa forma, as projeções craniais são ótimas para observar todo o percurso da DA.



4 - OA direita caudal

Essa incidência costuma ser chamada pelo Dr. Wanderley de "Projeção do Cirurgião",pois ela, quando bem realizada, consegue mostrar bem quase todos os ramos da coronária esquerda.


Notem que na coronariografia acima, a artéria Descendente Anterior (DA) encontra-se totalmente ocluída, e que o grande ramo que observamos na imagem é o Diagonal. Nessa incidência, a DA e Diagonal podem "correr" paralelas, gerando confusão para diferenciá-las, especialmente quando há oclusão da DA ou sobreposição de imagem. Aos olhos mais atentos, percebe-se que que a DA está fechada logo após o primeiro ramo septal e Diagonal (com importante lesão proximal).


  • CORONÁRIAS DIREITAS (CD)

    • Geralmente duas ou três projeções

      • Uma esquerda (OAE)

        • Melhor visualização do segmento proximal

      • Uma direita (OAD)

      • E eventualmente uma PA cranial ou OAE cranial

        • Melhor para Expor a bifurcação da ACD em ramos VP e DP




DICAS:

  • O primeiro ramo septal é o limite entre o ⅓ proximal e médio da DA

  • O cateter de Judkins para coronária esquerda usualmente afunila até 5F (1,65mm), independente do tamanho. Dessa forma, o calibre da coronária pode ser grosseiramente avaliado ao ser comparado ao do cateter.

    • Coronárias finas terão calibres menores que a do cateter

      • Lembrando que a diretriz europeia considera o conceito de revascularização completa quando realizamos pontes para vasos acima de 1,5 mm.


Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page