top of page

Veia Cava Superior Esquerda Persistente e suas implicações cirúrgicas

A Veia Cava Superior Esquerda Persistente (PLSVC) representa a malformação congênita mais comum do sistema venoso torácico, afetando cerca de 0,3% a 0,5% da população em geral. Sua incidência aumenta significativamente para até 10% entre aqueles com cardiopatia congênita. É importante compreender os diferentes padrões anatômicos associados à PLSVC, onde a veia inominada pode estar presente, facilitando a comunicação entre as duas cavas, ou ausente, resultando em drenagem venosa independente do compartimento superior esquerdo e direito.


Padrões de veia cava superior esqueda persistente

Os diferentes padrões anatômicos associados à PLSVC. "PLSVC isolada" é uma anomalia venosa extremamente rara -> 0,09% a 0,13% das cardiopatias congênitas.


Aspecto cirúrgico da veia cava superior esquerda persistente
Aspecto cirúrgico da veia cava superior esquerda persistente

Imagens que.demonstram a cava superior esquerda persistente, enquanto que a cava superior direita é hipoplásica, formando apenas um cordão fibroso.


Referência: 01


QUAL A IMPLICAÇÃO CIRÚRGICA DA PLSCV?

A identificação da presença de PLSVC é crucial, pois influencia diretamente as estratégias de intervenção médica e cirúrgica. Por exemplo, ao realizar procedimentos como implantação de marcapasso transvenoso ou cateterismo à esquerda em pacientes com PLSVC, mas sem comunicação com a cava direita (ou com ausência desta), alcançar o ventrículo direito com o eletrodo torna-se consideravelmente mais complexo. Da mesma forma, durante intervenções cirúrgicas em pacientes com PLSVC e cavas independentes (ausência de veia inominada), é provável que seja necessário adaptar a estratégia de canulação para incluir ambas as cavas, garantindo uma drenagem eficaz do paciente (conceito anatômico de plausibilidade elevadíssima).


Na cardiopatia congênita, a presença de PLSVC muitas vezes é identificada como um achado operatório, não necessariamente sugerido em exames pré-operatórios. A decisão de canular a cava esquerda depende da presença de adequada comunicação entre esta e a cava direita. Caso haja essa comunicação (presença da veia inominada), o sangue drena naturalmente para a direita, permitindo a pinçagem apenas da cava esquerda ou, em cirurgias mais rápidas, como a correção de um defeito septal atrial do tipo seio venoso, a colocação de um aspirador no seio coronário (local de drenagem da cava superior esquerda) pode auxiliar no controle de sangue do campo operatório.


No entanto, em procedimentos cirúrgicos mais complexos, como aqueles que envolvem a reconstrução do septo atrioventricular e requerem acesso à região do seio coronário, a colocação de um aspirador no seio coronário após a atriotomia pode não ser uma estratégia ideal (eu não faria, caro leitor).


ASPECTO NO ECO E NA ANGIOTC DA PLSCV


Do ponto de vista dos exames de imagem, o ecocardiograma pode revelar a dilatação do seio coronário, indicando a presença da PLSVC, enquanto a tomografia com contraste fornece imagens detalhadas do padrão anatômico (do jeito que o cirurgião gosta),

facilitando o planejamento cirúrgico.


Abaixo, segue imagem de ecocardiografia demonstrando o seio coronário (CS) dilatado e de AngioTC, evidenciando PLSVC com ausência de cava direita.


Aspecto ecocardiográfico da veia cava superior esquerda persistente

Fonte: Referência 02.

Aspecto tomográfico da veia cava superior esquerda persistente

Fonte: Referência 03.


Em resumo:

  • A PLSVC é a malformação congênita mais comum do sistema venoso torácico.

  • Apesar de geralmente assintomática, a presença da PLSVC pode influenciar as estratégias de intervenção médica e cirúrgica.

  • A canulação das duas cavas superiores pode ser necessária na ausência da veia inominada.

  • O ecocardiograma é uma ferramenta útil para suspeitar da presença de PLSVC, enquanto a tomografia fornece imagens detalhadas da anatomia, auxiliando no planejamento cirúrgico.


Referências:

  1. Kuba PK, Sharma J, Sharma AK. Persistent Left Superior Vena Cava With Absent Right Superior Vena Cava and Bicuspid Aortic Valve: A Case Report and Review of Literature. Oman Med J 2013 May; 28(3).

  2. Goyal, S.K., Punnam, S.R., Verma, G. et al. Persistent left superior vena cava: a case report and review of literature. Cardiovasc Ultrasound 6, 50 (2008). https://doi.org/10.1186/1476-7120-6-50

  3. Kobayashi, T., Yagi, T., Okazaki, Y. et al. Mitral valve repair in patient with absent right superior vena cava in visceroatrial situs solitus. J Cardiothorac Surg 8, 9 (2013). https://doi.org/10.1186/1749-8090-8-9


Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page