top of page

Batimentos de fusão e pseudo-fusão no ECG: definição e como identificar.


Batimentos de fusão e pseudo-fusão são conceitos importantes em eletrocardiografia que descrevem a interação entre os batimentos cardíacos naturais e os gerados por um marca-passo artificial. Vamos explicar esses conceitos de forma mais didática e completa:


1. Batimentos de Fusão:


Imagine o coração como uma orquestra, onde as câmaras cardíacas são os músicos. O marca-passo é o maestro que regula o ritmo. Quando uma câmara cardíaca (como o ventrículo) é parcialmente despolarizada pelo marca-passo e parcialmente pela atividade elétrica natural do coração, ocorre um batimento de fusão.


A morfologia desse batimento é uma combinação do batimento normal do coração com o sinal enviado pelo marca-passo. É como se os músicos da orquestra estivessem tocando junto com o maestro. Isso pode ser observado no eletrocardiograma (ECG) como uma fusão das ondas normais do coração com a onda induzida pelo marca-passo (espícula).



batimento de fusão do marcapasso

Fonte: Referência 01


2. Pseudo-fusão:


Agora, vamos falar sobre o conceito de pseudo-fusão. Às vezes, uma câmara cardíaca já foi completamente despolarizada pelo sistema elétrico natural do coração quando o marca-passo envia um impulso elétrico adicional, que não é mais necessário. Esse impulso extra, conhecido como "espícula sem função", pode ocorrer durante um complexo QRS (representando a contração dos ventrículos) ou uma onda P (indicando a contração das aurículas).


O resultado desse fenômeno é chamado de pseudo-fusão. Na prática, a espícula "sem função" do marca-passo se sobrepõe à atividade elétrica intrínseca do coração, criando uma aparência de fusão no ECG. No entanto, essa fusão é apenas aparente, uma vez que a câmara já estava totalmente despolarizada.



batimento de pseudofusão no ECG

Fonte: Referência 01


Em resumo, os batimentos de fusão ocorrem quando o marca-passo e o coração naturalmente despolarizam a câmara ao mesmo tempo, enquanto a pseudo-fusão acontece quando o marca-passo emite um impulso extra, sem utilidade, após a despolarização completa da câmara. Esses conceitos são importantes para entender o funcionamento e a interpretação de ECGs em pacientes com marca-passos cardíacos.



Esquema didática que compara os batimentos cardíacos de fusão e pseudo-fusão
Esquema didática que compara os batimentos cardíacos de fusão e pseudo-fusão

A imagem acima, proveniente da referência 02 (um excelente texto escrito por José Otávio Pontes Penteado e Eurival Soares Borges), de maneira bastante didática faz a comparação morfológica entre os complexos QRS´s sinusal, comandado, de fusão e pseudo-fusão.



Referências:





Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page