O que é úlcera aórtica penetrante?


A úlcera aórtica penetrante (UAP) é definida como a ulceração de uma placa aterosclerótica da aorta penetrando na lâmina elástica interna para a camada média. As UAP representam cerca de 2-7% de todas as síndromes aórticas agudas.

A propagação do processo ulcerativo pode levar a formação de hematoma intramural, pseudoaneurisma, ruptura aórtica, ou uma dissecção de aorta aguda. A história natural dessa lesão é caracterizada por aumento progressivo da aorta e desenvolvimento de aneurismas saculares ou fusiformes, que é particularmente acelerado na aorta ascendente (Tipo A).

A úlcera aórtica penetrante é frequentemente encontrada no cenário de aterosclerose extensa da aorta torácica, pode ser múltipla e pode variar muito em tamanho e profundidade dentro da parede do vaso.

A localização mais comum é no terço médio da aorta torácica descendente (Tipo B). Menos frequentemente, estão localizadas no arco aórtico ou aorta abdominal, enquanto o acometimento da aorta abdominal é raro.

Características comuns em pacientes afetados pelas úlceras incluem:

  • Idade avançada

  • Sexo masculino

  • Tabagismo

  • Hipertensão

  • Doença arterial coronariana

  • Doença pulmonar obstrutiva crônica

  • Aneurisma abdominal concomitante

Os sintomas podem ser semelhantes aos da dissecção de aorta, embora ocorram mais frequentemente em pacientes idosos e raramente se manifestem como sinais de má perfusão de órgãos. Devem ser assumidos sintomas para indicar uma emergência, e ocorre normalmente quando a adventícia é alcançada e a ruptura aórtica é esperada.

Diagnóstico

Como já falado anteriormente, o paciente pode ser assintomático ou apresentar os mesmos sintomas que uma dissecção de aorta.

A TC com contraste é a modalidade de imagem de escolha para diagnosticar a úlcera.

Conduta

Na presença de síndrome aórtica aguda relacionada à úlcera penetrante, o objetivo do tratamento é prevenir a ruptura aórtica e a progressão para DA aguda.

As indicações para a intervenção incluem:

  • Dor recorrente e refratária

  • Sinais de ruptura contida

  • Úlcera aórtica de rápido crescimento

  • Hematoma periaórtico associado

  • Derrame pleural

Tem sido sugerido que portadores de úlcera aórtica penetrante assintomática com diâmetro >20 mm ou profundidade >10 mm representam um risco maior para progressão da doença e podem ser candidatas a intervenção precoce.

O tratamento pode ser feito com cirurgia aberta ou endovascular, dependendo das comorbidades associadas do paciente.

2014 ESC Guidelines on the diagnosis and treatment of aortic diseases; pág. 2899.

Referência bibliográfica

2014 ESC Guidelines on the diagnosis and treatment of aortic diseases; pág. 2898-2899


Posts Em Destaque
Posts Recentes