Janela aortopulmonar: definição e classificação morfológica

Atualizado: Mar 15


Videoaula (cirurgia narrada) explicando aspectos relevantes sobre a janela aortopulmonar: etiologia, classificação morfológica e narração de uma cirurgia corretiva.

Fonte: referência 01

A janela aortopulmonar é uma cardiopatia congênita caracterizada por uma abertura entre a aorta ascendente e o tronco pulmonar, comunicando as duas artérias. O termo "janela" é uma referência direta à abertura na parede dos vasos, que pode adquirir diferentes formatos e localizações.

É importante enfatizar que na janela aortopulmonar as valvas aórtica e pulmonar estão separadas. Quando há fusão, formando um tronco arterial único, estamos lidando com outra patologia: o truncus arteriosus. Tanto a "janela" quanto o "truncus" (denominação oriunda da etiologia da anomalia, pois tem relação com a septação defeituosa do truncus arteriosus embrionário) parecem ter uma origem em comum: a anormalidade da septação conotruncal.

Mas, para o cirurgião, qual a importância de definir anatomicamente e classificar adequadamente a janela aortopulmonar?

A resposta é simples: o cirurgião poderá escolher a melhor estratégia cirúrgica conforme a característica e localização do defeito, individualizando os casos. Quando cito a palavra estratégia, refiro-me ao planejamento operatório (escolha da melhor técnica cirúrgica, cardioplegia, canulação, possíveis armadilhas do caso, etc), realizado a priori, objetivando o sucesso da cirurgia.

CLASSIFICAÇÃO MORFOLÓGICA

  • Defeito do tipo I

  • Incidência: é o mais frequente

  • Localização proximal: entre a parede medial da aorta ascendente, acima do seio de Valsalva e milímetros acima da valvas semilunares, e a bifurcação do tronco pulmonar.

Defeito do tipo I

Fonte: referências 02 e 03

  • Defeito do tipo II

  • Localização mais distal: entre a parede posterior da região superior da aorta ascendente e o tronco pulmonar, podendo recobrir uma porção da artéria pulmonar direita. Corresponde a classificação de Richardson tipo 2, de 1979.

Defeito do tipo II

Fonte: Referências 02 e 03

  • Defeito do tipo III

  • Total ausência do septo aortopulmonar, envolvendo a maior parte da aorta ascendente.

Defeito do tipo III

Fonte: Referências 02 e 03

  • Defeito do tipo IV

  • Localização Intermediária, entre o I e o II

  • As bordas superior e inferior do defeito são bem delimitadas. Devido a sua característica anatômica, alguns casos podem apresentar condições para o fechamento percutâneo.

Defeito do tipo IV

Fonte: Referências 02 e 03

Aspecto intraoperatório

Segue abaixo algumas fotos mostrando o aspecto intraoperatório da janela aortopulmonar. Essas imagens foram cedidas pelo Professor Daniel Hoyer, cirurgião cardíaco pediátrico do Hospital Santo Antônio - Santa Casa de Porto Alegre.

Aspecto intraoperatório da janela aortopulmonar. Clique na imagem para ampliar.

Referências:

1. O caso cirúrgico exposto na videoaula foi operado pelo professor Daniel Hoyer (cirurgião cardíaco pediátrico) enquanto o autor era Fellow de cirurgia cardíaca pediátrica em Porto Alegre. Link do vídeo: www.youtube.com/watch?v=ynFEeSpbiuQ

2. Martins CN, Vrandecic E, Fantini FA. Janela aortopulmonar. ln: Croti UA, Mattos SS, Pinto Jr. VC, Aiello VD, Moreira VM. Cardiologia e cirurgia cardiovascular pediátrica. 2a ed. São Paulo:Roca;2012. p. 673-80.

3. Backera, C.L., & Mavroudisa, C. (2002). Surgical management of aortopulmonary window : a 40-year experience q.

4. SOARES, Andressa Mussi et al. Aortopulmonary window. Clinical and surgical assessment of 18 cases. Arq. Bras. Cardiol. [online]. 1999, vol.73, n.1 [cited 2020-06-15], pp.67-74. Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0066-782X1999000700006&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1678-4170. https://doi.org/10.1590/S0066-782X1999000700006.


Posts Em Destaque
Posts Recentes