top of page

Calcificação do anel valvar mitral (MAC): como é o aspecto nos exames complementares?


A calcificação do anel mitral, conhecida como MAC (Mitral Annulus Calcification), é uma condição na qual ocorre o acúmulo de depósitos de cálcio no anel mitral, uma estrutura que circunda a válvula mitral no coração.


Essa condição pode levar a alterações no funcionamento da válvula, resultando em regurgitação mitral ou estenose. Neste caso, a paciente apresenta uma estenose importante da valva mitral.A avaliação cuidadosa da estratégia operatória é de suma importância ao lidar com pacientes com MAC. Devido à localização complexa e ao possível envolvimento de estruturas adjacentes, como o aparelho subvalvar e a aorta, a abordagem cirúrgica requer planejamento meticuloso.


Uma análise completa dos achados clínicos, exames de imagem e estado geral do paciente é essencial para determinar o procedimento mais adequado, ou até mesmo, o não procedimento devido ao risco cirúrgico muito elevado.


A experiência e o conhecimento do cirurgião cardiovascular são fundamentais nesse contexto, assegurando uma análise segura e eficaz para melhorar a qualidade de vida do paciente afetado por essa condição cardíaca.


Os principais achados do MAC (Calcificação do Anel Mitral) no raio-X e tomografia são:

No Raio-X:

  1. Calcificações em forma de arco: No raio-X de tórax, pode-se observar calcificações lineares ou arqueadas na área do anel mitral. Essas calcificações geralmente aparecem como opacidades densas e esbranquiçadas na radiografia de tórax.

Na Tomografia Computadorizada (TC):

  1. Calcificações circunferenciais: A tomografia computadorizada fornece imagens detalhadas das estruturas cardíacas, permitindo visualizar calcificações circunferenciais ao longo do anel mitral. Essas calcificações podem ser mais bem definidas na tomografia do que no raio-X.

  2. Extensão e espessamento do anel mitral: A TC também é capaz de avaliar a extensão e o espessamento do anel mitral afetado pelo acúmulo de cálcio, o que é importante para planejar a estratégia cirúrgica adequada.

  3. Envolvimento de estruturas adjacentes: A tomografia pode mostrar se as calcificações do anel mitral estão afetando outras estruturas cardíacas próximas, como o aparelho subvalvar ou a aorta, auxiliando na avaliação completa da condição.

É importante ressaltar que a interpretação das imagens deve ser realizada por um cirurgião experiente, que poderá correlacionar os achados com o quadro clínico do paciente para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

Коментарі


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page