GUIA BÁSICO DE ADMINISTRAÇÃO INTRAVENOSO DE MEDICAMENTOS CARDIOATIVOS


Na residência de cirurgia cardiovascular, muitos residentes passam por estágios na UTI pós-operatória de cirurgia cardíaca. Sendo assim, para facilitar a vida do residente, fiz um resumo, bem resumido, das principais drogas que utilizamos na UTI, sua apresentação (que pode variar), qual diluente utilizar, qual a diluição e qual a dose.

#AMIODARONA

  • Apresentação: ampola 50mg/ml —- 3ml / 150mg

  • Diluente: sempre em soro glicosado 5%

  • Obs:. Reduzir dose em pacientes hepatopatas. De preferência via em acesso venoso central.

  • Diluição

  • Dose ataque:

  • Amiodarona 50mg/ml (3ml/ampola) —- 2 ampolas (300mg), em 100ml soro glicosado 5%, correr em 20-30 min.

  • Dose manutenção: pro 24h (900mg/24h)

  • Amiodarona 150mg —- 6 ampolas (18ml), em 482ml de soro glicosado 5%.

  • Nas primeiras 6h: 1mg/min (33,3ml/h)

  • Nas proximas 18h: 0,5ml/min (16,6ml/h)

  • Cuidados: pode aumentar nível sérico de digoxina, varfarina, diltiazem, sinvastatina (nao usar mais do que 20mg/dia).

  • Avaliação periódica

  • Hepatica e tireoidiana: 6/6m

  • Raiox Torax anual

  • Oftalmológica se sintomas.

#DOBUTAMINA

  • ionotrópico positivo (beta1-adrenergico).

  • Apresentação: 250mg/20ml.

  • Diluente: SF0,9% ou Glicosado 5%.

  • Posologia usual: 2,5-20ug/kg/min.

  • Diluição

  • Apresentaremos a solução padrão e a concentrada. Pacientes cardiopatas com necessidade de dobutamina geralmente precisam de restrição hídrica. Por isso, nesses casos, prefere-se a concentrada.

  • Solução padrão: dobutamina 250mg/20ml —- 1 amp. (20ml), diluído em 230ml soro glicosado 5%. Concentração da solução 1.000ug/ml.

  • Solução concentrada: dobutamina 250mg/ml —- 4 ampolas (80ml), diluído em 170ml soro glicosado 5%. Concentração 4.000ug/ml.

Cardiologia Cardiopappers; Eduardo Lapa, Fábio Mastrocola, Fernando Figuinha – Primeira edição, RJ – Atheneu, 2018. Pág744.

#DOPAMINA

  • inotrópico e vasopressor. Agente agonista Adrenérgico.

  • Apresentaçāo: ampola 200mg/5ml.

  • Diluentes: soro glico 5% ou sf0,9%.

  • Posologia usual: 1-5 a 20ug/kg/min

  • Dose baixa: 1-5ug/kg/min — aumenta fluxo sanguíneo renal.

  • Dose intermediária:5-15ug/kg/min — aumenta o fluxo sanguíneo renal; da contratilidade cardíaca; da frequência cardíaca e do débito cardíaco. Receptor beta.

  • Dose Alta: >15ug/kg/min — vasoconstrictor e elevação da pressão arterial sistêmica.

  • Diluição:

  • Dopamina 50mg/10ml —- 5 ampolas(50ml), diluir em 200ml soro glicosado 5%. Concentração 1.000ug/ml.

Cardiologia Cardiopappers; Eduardo Lapa, Fábio Mastrocola, Fernando Figuinha – Primeira edição, RJ – Atheneu, 2018. Pág745.

#NORADRENALINA

  • Vasopressor, agente agonista adrenérgico.

  • Apresentaçāo: 4mg/4ml ampola.

  • Posologia usual 0,01-3ug/kg/min.

  • Diluiçāo

  • Noradrenalina 4mg/4ml —- 4ampolas (16ml), diluído em 234ml soro glico. Concentração 64ug/ml

Cardiologia Cardiopappers; Eduardo Lapa, Fábio Mastrocola, Fernando Figuinha – Primeira edição, RJ – Atheneu, 2018. Pág748

#NITROGLICERINA

  • vasodilatador, muito utilizado em quadro agudos de edema agudo de pulmão, doença coronariana, IC.

  • Apresentaçāo: 25mg/5ml ampola e 50mg/10ml.

  • Posologia usual: 5-20ug/min. Máximo 400ug/min.

  • Modo de usar:

  • Iniciar infusão de 5ug/min e aumentando 5ug/min a cada 3-5min com titulação da dose. Tempo de meia vida 1-4min.

  • Diluição

  • Nitroglicerina 50mg/10ml —- 1 ampola, diluído em 240ml soro glicosado. Concentração 200ug/ml.

Cardiologia Cardiopappers; Eduardo Lapa, Fábio Mastrocola, Fernando Figuinha – Primeira edição, RJ – Atheneu, 2018. Pág747.

#NITROPRUSSIATO DE SÓDIO

  • indicação: vasodilatador arterial e venoso.

  • Apresentaçāo: 50mg(Pó)- 2ml.

  • Posologia: 0,25-10ug/kg/min. Obs quando dose >2ug/kg/min por mais de 3 dias, dosar dose de tiocianato diariamente.

  • Diluição

  • Nitroprussiato 50mg/2ml—- 1 amp., diluir em 248ml soro glico. Concentração 200ug/ml.

Cardiologia Cardiopappers; Eduardo Lapa, Fábio Mastrocola, Fernando Figuinha – Primeira edição, RJ – Atheneu, 2018. Pág747.

#MILRINONA

Cardiologia Cardiopappers; Eduardo Lapa, Fábio Mastrocola, Fernando Figuinha – Primeira edição, RJ – Atheneu, 2018. Pág746.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

  1. Cardiologia Cardiopappers; Eduardo Lapa, Fábio Mastrocola, Fernando Figuinha – Primeira edição, RJ – Atheneu, 2018. Pág743-749.

  2. www.cardiopappers.com.br

#uti #cardioappers #drogas #cardioativos #medicina #cirurgiacardiaca

Posts Em Destaque